Best of: produtos brasileiros

Alguns de vocês devem ter lido meu último texto publicado no neckarSTUDENT sobre alguns dos “melhores” produtos brasileiros encontrados nas prateleiras alemãs. Chegou a hora de traduzir o mesmo para o português. Vamos ao texto:

nettokaufland

Quem não conhece isso? Quando um país por algum motivo fica “na moda” ou quando algum evento esportivo gigantesco acontece naquele país, isso é obviamente utilizado para fins publicitários. Para que esse país seja reconhecido pelo grande público, ele é representado com muitos, muitos clichês (em grande parte positivos ou, se possível, “exóticos”). Tão clichê que eu comecei o texto com a frase mais clichê de todas. (Nota do editor: a frase “Wer kennt das nicht”, ou, em português, “Quem não conhece isso?”, é uma frase muito utilizada na Alemanha quando o repórter não sabe como começar seu texto.)

Eu sei que estou me tornando um tanto repetitivo aqui no neckarSTUDENT: meus dois últimos textos aqui também falavam da Copa e do Brasil, pelos mesmos motivos que já foram citados: porque eu venho de lá mas vivo em Tübingen atualmente, etc, etc.  Prometo que este será o último texto assim. Esse texto já deveria ter sido feito antes, mas infelizmente o semestre acadêmico não parou durante a Copa. Mas dessa vez, o assunto não é a Copa em si, e sim um efeito colateral da mesma: produtos do Brasil, mais especificamente, produtos que têm (ou fingem ter) algo a ver com o Brasil. Aqui vai uma pequena lista:

AS “MAULTASCHEN” DA COPA

Featured Image -- 2657

Grill “¡Sensãçion!”? Que idioma é esse? Espanhol? Português? Está mais para uma mistura, digamos, interessante das duas (quem sabe um dialeto do portunhol?). “Sensação” (PT) + “Sensación” (ES) = Sensãçion, mais um ponto de exclamação virado, algo que teoricamente só existe em espanhol. Bacana, não? Infelizmente só se fala português no Brasil. Mas valeu pela tentativa, vocês chegaram bem perto!

Ah, e para quem não sabe o que são Maultaschen, é uma espécie de ravioli de carne, segundo este blog que encontrei na internet (vem até com a receita!). Para mais informações, é só clicar neste link aqui para o artigo na Wikipedia a respeito.

O CAIPIGURTE

caipirinha_joghurt

Ah, as maravilhas da vida moderna: se alguém tivesse dito há, digamos, 30 anos, que algum dia seria possível desenvolver um iogurte com gosto de caipirinha, teriam chamado-o de louco. Mas hoje em dia, isso já é realidade. Caipigurte! Que mundo maravilhoso no qual vivemos.

Infelizmente as informações sobre o produto já não estão mais online, mas no site da empresa responsável por cometer, digo, produzir o iogurte, criado especialmente por ocasião da copa, continha 0,2% de rum jamaicano e nenhuma cachaça, por algum motivo desconhecido. Ou seja: ainda não é possível embebedar-se tomando iogurte. O sonho terá de esperar.

CHIPS DO BRASIL

chips_br

Nas fotos acima vemos dois sabores interessantes de salgadinhos, em tradução live seria algo como Carne à la Rodízio Creme de Nata e Chili à moda Samba (!). Ok, a carne eu até entendo, mas creme de nata e chili? Parece mais uma mistura entre Alemanha e México. Uma pequena explicação (necessária para o público alemão): em restaurantes de rodízio, diversos tipos de carne são oferecidos mesa por mesa pelos garçons. Será então que cada salgadinho tem um gosto diferente? Picanha, maminha, costela, etc. Só podemos especular.

No mais, achei engraçado o sósia do Neymar, mas essa mulher me parece familiar, onde já a vi antes?

kaufland2

É claro: em outra embalagem de salgadinhos, dessa vez da rede de supermercados Kaufland! E obviamente com sabor de samba! Alguém aí por acaso sabe como é o gosto de samba?

A moça não estava apenas em rótulos de salgadinhos, e sim num sortimento inteiro de produtos da rede de supermercados Kaufland:

A LINHA KAUFLAND

kaufland_brasilien3

Uma foto para cada produto brasileiro do Kaufland não seria possível, são muitos, tomaram quase o espaço inteiro do anúncio! Para vocês verem como nos tornamos importantes. As referências ao samba e uma mulata com fantasia de carnaval eu já esperava. No entanto, uma coisa me surpreendeu:

pizza_feijoada

Pizza de feijoada??? No mínimo, ousado. Para aqueles que não conhecem (de novo uma explicação para o público alemão), a feijoada é um prato brasileiro com arroz, feijão e diversos pedaços de porco, desde linguiça defumada, orelhas e patas até mesmo o rabo do bicho (!). Ou, como a revista de humor alemã Titanic descreveu recentemente, um ensopado feito de tudo aquilo que na Alemanha não seria aceitável utilizar para produzir Chicken McNuggets.Para completar, feijões pretos e arroz, o que também não ajuda muito. Eu, no entanto, gosto e recomendo o prato. O mesmo já não posso dizer da pizza de feijoada. Eu ainda não a experimentei, mas convenhamos que não parece muito apetitosa. Tipo, feijões em cima de uma pizza? Estranho. Mesmo assim, talvez seja melhor que Pizza Hawaii (com presunto e abacaxi). Eca!

PS: algo que faltou comentar no texto original: a tal pizza de feijoada usa Kidneybohnen, cujo nome em português eu não conheço, mas que com certeza não é o mesmo tipo de feijão utilizado na boa e velha feijoada. Não que tivesse feito alguma diferença.

VINHO AO INVÉS DE CAIPIRINHA

BRWein

Vinho? Do Brasil? Isso é uma piada? Dessa vez, não! Vinho é produzindo no Brasil, já que muitos italianos imigraram nos séculos 19 e 20 para a região Sul do país, que é mais temperada que o resto do país. O fato de haver muitas montanhas por lá também não atrapalhou. Ou seja: Montanhas + Tempo Frio + Italianos = Vinho! Por isso temos atualmente a terceira maior área de produção vinícola da América do Sul, atrás apenas de Argentina e Chile. Se os vinhos “Brazilian Soul” são bons? Não posso dizer, pois não entendo muito de vinho. Mas eles têm uma boa reputação no Brasil (NE: são produzidos pela vinícola Aurora, de Bento Gonçalves e já foram tema de um texto aqui no bloge parecem bons. Também não são caros: 4,99 euros por garrafa e nenhuma mulata sambante no rótulo. Um bom começo.

VODKA AO INVÉS DE CAIPIRINHA… SÉRIO?

puschkin_vodka_BR

Vodka? Do Brasil? É uma piada isso? Dessa vez, sim. Vodka da Copa com gosto de graviola e cor de absinto, uma mistura curiosa. A graviola é uma fruta tropical, que até onde eu sei não tem absolutamente nada a ver com vodka. Bom, pelo menos foi criativo. Apenas uma coisa pode superar isso:

CERVEJA DO BRAZIU

bier_cupuacu

E com isso, temos mais uma bebida europeia com um toque tropical: cerveja com cupuaçu! Eu gosto disso nos alemães, sabe: a Alemanha é mundialmente conhecida pela qualidade das suas cervejas e no entanto eles não tem vergonha alguma de fazer as misturas mais exdrúxulas com a bebida. Já vi por aí cerveja misturada com Coca-Cola, com suco de banana (recomendo, sério) e até mesmo caipirinha de cerveja (chamada de CaiBIERinha, sacaram?). Tem que respeitar! Ah, e quem é o brasileiro gordinho ao lado das garrafas? O homem, a lenda:

AÍLTON, SIMPLESMENTE AÍLTON

grandeailton2

Este homem é um mistério para mim. Quase ninguém se lembra dele no Brasil (já jogou no Internacional e no Guarani nos anos 90 e fez carreira na Alemanha a partir de 1998), mas aqui na Alemanha ele estava onipresente durante a Copa: toda semana eu recebia a revistinha com as promoções da semana do supermercado Netto na minha caixa de correio e lá estava ele. E ele atacou em outras frentes: na propaganda da concorrência, ou seja, da rede de supermercados Rewe, ele contracenou com Thomas Müller: 

 

Até mesmo na Copa do Mundo de Autobol (Autoball-WM), um esporte inventado por um apresentador famoso aqui na Alemanha chamado Stefan Raab, Aílton estava lá, representando a pátria. Considerando a maneira como ele dirige, é melhor ele se ater ao futebol:

Considerando a sua situação financeira, não é de se espantar que ele esteja participando de qualquer coisa que pague. E será possível que o Netto o enegreceu no Photoshop para os anúncios? Ou será que ele apenas ficou tempo demais tomando banho de sool? Suspeito…

Mas voltando á foto: “Bife de Frango Samba Cabana“? Quando a gente pensa que todos os trocadilhos já foram feitos, vai lá o Netto e nos surpreende.

PICANHA DE PORCO?

 picanhabrasil

Eu venho do Rio Grande do Sul, um estado cujos habitantes gostam muito de um churrasco. Eu, no entanto, talvez não represente o gaúcho médio, pois não tenho muita experiência com carne. Mas até onde eu sei, a picanha é um pedaço do boi. Isso significa que a foto acima está duplamente falsa, pois picanha é vendida como carne de porco e ainda por cima da barriga do bicho (!). E como “Schiffchen”, que significa “naviozinho”, que também não sei o que é. E ainda por cima, recheada com peperoni, outra coisa que nunca vi num churrasco brasileiro.

Mas no fim das contas, se a carne for saborosa, não existe certo nem errado, não é mesmo? So grillen die Gauchos, die Gauchos grillen so. So grillen die Deutschen, die Deutschen grillen ein bisschen anders. (NE: referência à música cantada pelos jogadores alemães durante a comemoração do título mundial, tirando um pequeno sarro dos argentinos, os Gauchos)
 
PS: Fui informado, através de parentes e do Google, que existe, sim, picanha de porco. No entanto, não é algo tão típico brasileiro, como o cartaz acima levaria o consumidor desavisado a crer. E eu também duvido que seja feita da barriga do porco, mas não consegui achar informações a respeito. Aceito correções ou puxões de orelha nos comentários!
 
AS SALSICHAS DO SAMBA
bruzzler_br
A embalagem diz “Brasilianisch Feurig”, que significa algo como “Fogoso como o Brasil” (ui!). E é claro que a referência ao samba não poderia faltar. Por que o Brasil sempre tem que estar associado ao samba? Nada contra, mas nós temos tantos outros ritmos populares, como a Bossa Nova (ok, um pouco ultrapassado, mas mesmo assim), o Funk Carioca e o Sertanejo! A essas alturas, eu esperava que todos conhecessem ao menos o Sertanejo, depois do sucesso de Michel Teló e Gusttavo Lima na Europa, músicas bastante simpáticas, desde que não se entenda o significado das letras. Talvez tenhamos um problema de marketing, não sei.
 
Pois é, nós, seres humanos precisamos de estereótipos para poder categorizar e entender melhor o mundo. Neste quesito, a Alemanha não está sozinha, no Brasil também é assim. Basta olhar o logotipo da empresa Fritz & Frida:
 fritz_e_frida
Mais alemão que isso, impossível!
Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Best of: produtos brasileiros

  1. Esse programa do Faustão alemão ai tá muito mais avançado que o nosso pelo jeito.

  2. João Ricardo

    E o que os alemães devem achar das nossas invencionices tais como abacaxi assado consumido junto com churrasco, pizza com cobertura de chocolate, morango e outras frutas, mocotó, buchada de bode( urgh…) ?

  3. Mais engraçado do que esses produtos “brasileiros” e o Aìlton, só mesmo o “Wer kennt das nicht”! 😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s